BLOG

Opiniões dos nossos especialistas para você.

Como investir planejando no longo prazo?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Investir planejando no longo prazo

Você com certeza já ouviu falar de investimentos a longo prazo, mas sabe quando ele é indicado? Qual a diferença deles para os demais? Então confira aqui embaixo tudo o que você precisa saber para dar o primeiro passo e investir planejando no longo prazo.

Diferença entre investimentos de curto, médio e longo prazo

Sempre que planejamos um sonho a ser realizado, o fator tempo estará presente para nos guiar nas escolhas dos investimentos. Quando falamos de curto, médio e longo prazo, não existe uma regra única a ser seguida no mercado financeiro.

Mas para te dar uma referência, geralmente utilizamos o período de 12 meses para definir uma aplicação de curto prazo, para o médio prazo podemos considerar entre 1 e 3 anos. E para definir um objetivo e aplicação de longo prazo, vamos considerar um período acima de 3 anos.

Como escolher entre eles?

Fazendo uma conexão com a sua realidade, por exemplo, quando você está se programando para aquela viagem de final de ano, curtir o Natal com a família em um lugar gostoso sem se preocupar com os gastos, isso é um planejamento de curto prazo. Você passou o ano investindo parte da sua remuneração em alguma aplicação de perfil conservador, geralmente aplicações de renda fixa com taxa de rentabilidade já definida.

Pensando no médio prazo, podemos citar planos como a compra de uma casa, a troca ou aquisição de um carro, realizar um intercâmbio de 6 meses para aprimorar os conhecimentos e aprender um novo idioma, ou até mesmo se programar para empreender. Ultimamente nos deparamos com muitos investidores que estão se planejando para abrir o próprio negócio, e para isso estão investindo a sua atual renda proveniente do trabalho e pensando com cautela sobre como fazer essa transição da melhor forma possível.

No médio prazo, já podemos ter uma posição mais moderada em relação ao perfil dos investimentos. Você pode fazer aplicações de renda fixa com prazo mais esticado, porque quanto maior o prazo, maior tende ser a rentabilidade da aplicação. Também é possível realizar aplicações em fundos multimercados com baixa oscilação.

Quais os melhores investimentos para o longo prazo?

Uma pesquisa feita pela ANBIMA – Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais sobre as características do Investidor Brasileiro, constatou que nós preferimos produtos com liquidez diária para resgatar a qualquer momento. Isso acontece por causa das graves crises econômicas, da inflação que o país sofreu nas últimas décadas e dos juros altos. Todo esse histórico turbulento fez com que os Brasileiros se preocupassem apenas com a correção do dinheiro no curto prazo e nada mais além disso.

Mesmo dando preferência à liquidez diária, os brasileiros ficam, em média, 11 anos com a aplicação na caderneta de poupança, ou seja, longo prazo! Mas essa estadia longa na poupança não é programada, ela simplesmente acontece pela inércia.

Quando pensamos em investir no longo prazo, geralmente estão atrelados os nossos sonhos de maior peso, ou aqueles que irão demandar um maior volume financeiro. No cotidiano da relação entre assessor e investidor, geralmente o que mais aparece são as preocupações com a aposentadoria, aquela fase onde não mais se trabalhará, ou seja, não terá a renda proveniente do trabalho. Agora imagina o perigo de depender apenas do INSS para ter uma renda nessa fase!

Outro plano muito presente são os estudos dos filhos, essa é a segunda maior preocupação de quem começa a investir no longo prazo. Para os estudos dos filhos, geralmente se investe por até 20 anos, já para aposentadoria se aplica por até 40 anos. Mas o tema aposentadoria é muito particular, tem investidor que começa a aplicar mais tarde na linha do tempo e tem também aquele investidor que pensa em nunca parar de trabalhar.

Existem alguns benefícios no mundo dos investimentos que só são sentidos ao investir no longo prazo. Por exemplo, o poder dos juros compostos, onde juros serão sempre acrescidos sobre o montante total acumulado com os juros que rendeu no passado, é o conceito de juros sobre juros que fará o seu patrimônio crescer ainda mais rápido!

Focando em quais tipos de investimentos se encaixam nesse planejamento de longo prazo, os fundos de previdência privada são excelentes aliados por diversas razões, por exemplo, você pode escolher um fundo de previdência com a tributação de imposto de renda na modalidade regressiva / definitiva, onde a tributação vai caindo ao longo do tempo, e passados 10 anos de aplicação, a tributação cairá para a menor alíquota que é de 10%, sendo que essa tributação é menor do que a alíquota cobrada ao investir no Tesouro Direto, CDB ou fundos de renda fixa que são tributados em 15%. O fundo de previdência privada também não possui o famoso come-cotas, que é aquela antecipação de tributação que alguns fundos possuem, ou seja, a previdência será mais eficiente para acumular valor ao longo do tempo por não ficar antecipando tributos.

Existem também os fundos de ação que são mais arrojados e os fundos multimercados que conseguem diversificar a sua carteira de investimentos em várias estratégias distintas. Quando falamos de aplicações mais arrojadas, o tempo também é um forte aliado para diluir a volatilidade / oscilação dos preços, pois existem estudos comprovando que investir no longo prazo rende bons frutos para quem persiste na estratégia.

Para os mais conservadores, que realmente não querem ter oscilação na carteira de investimentos, ter um fundo de previdência privada de renda fixa, ou aplicar em títulos do Tesouro Direto com prazo mais longo também são excelentes opções.

Vamos começar a investir planejando no longo prazo?

Para extrair o máximo de resultado de seus investimentos, se beneficiando dos juros compostos e da menor tributação, nesse processo o tempo será o seu maior tesouro!

Agende agora uma conversa com um dos nossos assessores e vamos juntos antecipar seus sonhos!
Autor: Deibert Fernandes de Aguiar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram

O que é COE, como funciona e quais são suas vantagens?

Saber onde investir é sempre um desafio, por isso separamos algumas dicas para você

Como investir planejando no longo prazo?

Saber onde investir é sempre um desafio, por isso separamos algumas dicas para você

Como funciona uma assessoria de investimentos?

Saber onde investir é sempre um desafio, por isso separamos algumas dicas para você

Quero investir, mas por onde começar?

Saber onde investir é sempre um desafio, por isso separamos algumas dicas para você

Como começar a investir com pouco dinheiro?

É normal as pessoas acreditarem que com poucos recursos não é possível investir no mercado…